Transtorno bipolar em adultos – O que é e como identificar

(Este artigo foi originalmente publicado em Avaliações Neuropsicológicas. Acesse).

 

Transtorno bipolar em adultos – O que é e como identificar  (03 de setembro de 2020)

 

De acordo com a Associação Brasileira de Transtorno Bipolar (ABTB), cerca de 4% da população mundial apresenta transtorno bipolar em adultos. No Brasil, cerca de 6 milhões de brasileiros sofrem com esse tipo de disfunção.

Mas, por conta da falta de debate sobre o assunto, muitas vezes as pessoas sequer sabem que estão com essa condição.

 

O que é transtorno bipolar em adultos?

O transtorno bipolar é uma disfunção que pode se apresentar em adultos e que é caracterizada por mudanças constantes de humor. Ela pode ocorrer de forma recorrente ou crônica.

As alterações podem ir de depressão, até mesmo obsessão. E entre os sintomas comuns desse distúrbio em adultos, estão:

  • Euforia;
  • Dificuldade para dormir;
  • Perda de contato com a realidade;
  • Falta de energia;
  • Dificuldades de se concentrar;
  • Agressividade;
  • Comportamentos compulsivos, como comprar ou comer em excesso;
  • Delírios e alucinações;
  • Desmotivação.

Dependendo da alteração no comportamento que a pessoa venha a apresentar, ele pode revelar diferentes sinais. Além disso, a duração de cada episódio de alteração de humor também pode variar.

Um episódio de depressão, por exemplo, pode durar de 15 dias até 2 anos dependendo do caso.

Além do mais, é comum que o transtorno bipolar em adultos seja identificado em associação com outras comorbidades, como, por exemplo: síndrome do pânico, transtorno de personalidade e transtorno do deficit de atenção e hiperatividade (TDAH), transtorno obsessivo-compulsivo (TOC), diferentes tipos de fobias entre outros.

 

Fatores de risco para o transtorno bipolar em adultos

Até o momento, os especialistas não conseguiram identificar uma causa para o transtorno bipolar em adultos. Contudo, os especialistas identificaram alguns fatores que podem contribuir para o desenvolvimento dessa disfunção.

De acordo com estudos, a genética pode ser um dos fatores de risco. Ou seja, se a pessoa possui algum familiar com o distúrbio, principalmente com ligação direta como o pai ou a mãe, o individuo pode vir a desenvolver essa condição.

Alteração nas estruturas químicas do cérebro também são consideradas fatores de risco. Por isso é recomendado como prevenção evitar usar sustâncias que possam alterar a química do órgão.

 

Como identificar esse distúrbio?

O transtorno bipolar em adultos pode ser identificado a partir do levantamento do histórico do paciente, juntamente com avaliação dos sinais apresentados por ele e das suas funções cognitivas.

Dente os exames realizados para identificar a disfunção, a avaliação neuropsicológica é um dos mais importantes. Por meio dessa avaliação é possível mapear todas as funções cognitivas e práxicas, como memória, atenção, raciocínio entre outros.

Dessa forma, o médico consegue ter um relatório completo sobre as condições mentais e cognitivas do paciente, identificando até mesmo como será o avanço do distúrbio. e com isso, o profissional consegue indicar as melhores alternativas de tratamento multidisciplinar.

 

Conclusão

O ideal para quem está apresentando qualquer sinal de transtorno bipolar em adultos é procurar auxílio médico. Assim, a avaliação neuropsicológica bem como outros procedimentos poderão ser realizados para identificar se existe o distúrbio e qual a melhor forma de tratamento.

 

Nós, da empresa Medical Tecnica somos especialistas em testes neuropsicológicos computadorizados. Temos plataformas computadorizadas com baterias de testes neuropsicológicos para detectar AlzheimerTDAH, Discalculia, dislexia, etc. Até oferecemos programas de reabilitação e simulação para CCL, TDAH, discalculia, dislexia, concentração, etc.

Entre em contato para marcar uma apresentação online (20 min) e saiba mais sobre nossa plataforma neuropsicológica computadorizada.

Comments are closed.