Dieta e depressão – Como sua alimentação afeta a depressão?

Dieta e depressão - Como sua alimentação afeta a depressão? (06 de abril de 2021)

A depressão é a doença do século, que vem atingindo cada vez mais pessoas a cada ano. E que muitas vezes é associada a eventos estressantes, doenças crônicas, histórico familiar entre outros gatilhos que podem conduzir uma pessoa a ter esse distúrbio. Mas, você sabia que a dieta também pode ser um gatilho para depressão? Continue lendo esse post e entenda como se dá a relação entre dieta e depressão

 

Alimentação e saúde mental

Não é novidade que a alimentação da sociedade vem se modificando nas últimas décadas. Principalmente pela substituição de carboidratos complexos e fibras por alimentos ultra industrializados e industrializados, geralmente ricos em gorduras saturadas e com propriedades nutricionais bem abaixo do esperado.

Percebendo essa mudança, vários estudos começaram a relacionar a alimentação com a saúde mental das pessoas. Com isso, surgiram indícios de que existe uma forte relação entre a dieta e depressão.

Um estudo realizado na Universidade do Alabama revelou que adolescentes com dietas pobres nutricionalmente apresentam probabilidade maior de desenvolver problemas de saúde mental, como a depressão, por exemplo.

Por outro lado, uma dieta balanceada, rica em nutrientes, carboidratos complexos, fibras e proteínas, colabora para a formação de uma saúde mental mais equilibrada e menos propensa ao desenvolvimento de doenças. Resistência esta que se intensifica se aliados exercícios físicos e sono de qualidade.

 

Dieta e depressão: Entenda essa relação

Pesquisas revelam que a depressão aumentou 30% nos jovens americanos nos últimos 10 anos e a alimentação é um fator que interfere diretamente nessa equação.

No geral, crianças e adolescentes são um público mais suscetível ao consumo de alimentos ultra processados. Estes alimentos, por sua vez, são ricos em sódio e apresentam um baixo percentual de potássio.

E esta combinação, quando persistente a longo prazo acaba predispondo os jovens ao surgimento de doenças que afetam sua mente, tal como a depressão.

Para esse grupo de pessoas, recomenda-se o uso moderado de alimentos com taxas altas de sódio. Enquanto que o potássio é sinônimo de uma alimentação rica em vegetais e grãos integrais, o que deve ser incluído na rotina alimentar.

 

Evidências sobre a teoria

Por mais que existam fortes evidências sobre a relação entre dieta e depressão, a ciência ainda não pode afirmar categoricamente que a alimentação afeta a depressão e quais os fatos que comprovam isso.

Isso se dá, principalmente, em razão da inconsistência de alguns dados obtidos em pesquisas sobre o assunto, além de que cada pesquisador tem usado parâmetros diversos para classificar a depressão. Ainda, há quem tenha atestado que a má alimentação induz em uma piora no quadro depressivo, mas não implica no desenvolvimento da doença.

Contudo, a manutenção de uma dieta balanceada é importante para controlar e evitar o desenvolvimento de outras graves doenças, justificando a sua importância.

 

 

Medical Tecnica é especialista em avaliação e reabilitação de problemas de memória e concentração em crianças e adultos. Nossos sistemas avançados de avaliações neuropsicológicas computadorizadas são usados para detectar deficiências cognitivas como TDAHAlzheimer, Dislexia, DiscalculiaDepressão e Autismo. Também oferecemos programas de treinamento, reabilitação e estimulação para queixas de memória.

 

Comments are closed.